Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Tumblr Social Icon
  • Instagram
  • RAN

Morte de crianças por Covid-19 acende alerta sobre carência de UTIs pediátricas no RN


A morte de duas crianças pela Covid-19 no Rio Grande do Norte acendeu o alerta sobre as condições de suporte nas unidades hospitalares para casos graves da doença em pessoas com idade até 14 anos. Hoje, o estado conta com apenas 5 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica para pacientes com Covid-19. Todos estão em Natal, no Hospital Maria Alice Fernandes. O restante do estado está descoberto em relação a UTIs pediátricas para casos Covid-19.


As mortes aconteceram em Natal, no dia 7 de abril, e no município de Cerro Corá, no dia 12. No primeiro caso, a vítima foi um bebê recém-nascido, com quatro dias de vida. No segundo, uma criança com um ano e quatro meses.


O secretário estadual adjunto de Saúde Pública, Petrônio Spinelli, reconheceu a carência e informou que a ampliação deste tipo de leito já está prevista no Plano de Contingência Estadual.


Dos 376 casos confirmados da doença no estado, 11 são de pacientes com até 9 anos de idade.


Em Mossoró, dos leitos de UTI ampliados no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) não há nenhum de UTI ou UCI pediátrica. No Hospital Wilson Rosado — rede privada — há leitos pediátricos, mas não para casos de pacientes com Covid-19.


Na semana passada, médicos do Hospital Tarcísio Maia, em Mossoró, encaminharam ofício à SESAP/RN preocupados com a situação de atendimento no setor de pediatria do hospital.


Entre os problemas, a carência estrutural é um dos pontos. O assunto foi tratado em reportagem do Jornal De Fato.


Portal O Mossoroense

12 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por AsHoras. Orgulhosamente criado com Wix.com