Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Tumblr Social Icon
  • Instagram
  • Ricardo Adriano do Nascimento

Crise hídrica: o uso de geradores para driblar os desafios


Todos os anos, com o inverno chega a seca na maior parte do Brasil, no entanto em 2021 esse período seco tem apresentado consequências acima da média. Os reservatórios de água do país estão sofrendo esvaziamento devido ao período de estiagem. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a escassez de chuvas no país para a geração de energia é a pior em 91 anos.

A crise hídrica afeta, diretamente, o consumo de energia do país, já que as hidrelétricas fornecem aproximadamente 90% de energia elétrica em todo o território brasileiro e 10% são utilizadas pelas usinas termelétricas ou nucleares. Assim, a instabilidade no fornecimento e até mesmo apagões podem acontecer, causando grandes transtornos para empresas, hospitais, agricultura (que depende da energia para a irrigação, por exemplo) e até mesmo para as residências.

Por isso, o gerador de energia se tornou uma importante solução para manter o funcionamento normal de fábricas, hospitais, prédios corporativos, centros comerciais, entre outros, uma vez que atuam como backup em caso de falhas ou oscilações no abastecimento da rede elétrica; e essa demanda tem refletido nas previsões sobre o setor.

De acordo com o relatório internacional de pesquisa da Research and Markets, somente o mercado global de geradores a diesel deve chegar a 30 bilhões de dólares (cerca de 150 bilhões de reais) até 2027, expandindo a taxa de crescimento anual, a CAGR (sigla em inglês para Taxa de crescimento anual composta) para 8%.

A Branco, indústria brasileira com 85 anos de atuação e referência no segmento de força e energia, além de líder em motores a combustão, aposta no gerador de energia BIG 44, desenvolvido para ser utilizado em ambientes que necessitam de grande confiabilidade de energia como postos de combustível, comércios de médio porte, condomínios, restaurantes, escritórios, chácaras, salões de festas e escolas. Seu diferencial está no ATS integrado, que é uma chave de transferência acionada automaticamente, conforme corte ou restabelecimento de energia, garantindo mais segurança, e assim, evitando acidentes. Além d