Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Tumblr Social Icon
  • Instagram
  • RAN

Com alerta contra o sexo precoce, governo lança campanha de prevenção à gravidez na adolescência

Campanha foi criticada antes mesmo do lançamento porque ministério chegou a dizer que seria baseada no incentivo à abstinência sexual.

Com o lema "Adolescência primeiro, gravidez depois", o governo federal divulgou nesta segunda-feira (3) o mote da nova Campanha Nacional de Prevenção à Gravidez na Adolescência.


A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, disse que o lançamento da campanha é o primeiro passo na construção de um "programa de prevenção ao sexo precoce". Ela não deu detalhes sobre as próximas etapas do programa.


Números

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que os dados alertam para a urgência de abordar o tema da gravidez e que as críticas recebidas pelo governo antes do lançamento da atual campanha foram infundadas. "Enfrentem os números", disse o ministro da Saúde, ressaltando que o total de casos de gravidez entre as garotas com menos de 15 anos é expressivo.


A tendência dos casos é de queda. Segundo dados do ministério, entre 2000 e 2018 houve diminuição de 40% nos casos de gravidez entre garotas com entre 15 e 19 anos. Já entre aquelas com menos de 15, a queda foi de 27%.


Abstinência

Antes de ser lançada, a campanha foi alvo de críticas porque o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos admitiu que trabalhava a indicação da abstinência como uma política pública de prevenção.

G1

4 visualizações0 comentário

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por AsHoras. Orgulhosamente criado com Wix.com